MÁQUINAS PARA TRATAMENTOS PÓS-COLHEITA


BIOWAXER


BIOWAXER ENCERADORA PARA FRUTA

Patenteada pela XEDA INTERNACIONAL, foi concebida para a aplicação do agente de revestimento XEDASOL L.

O equipamento é composto, à entrada, por uma série de escovas, seguidas de rolos de transporte pelos quais os frutos avançam, passando pelas seguintes fases:

● Aplicação: o revestimento é aplicado com a ajuda de uma bomba doseadora e 14 bicos, totalmente independentes, em aço inoxidável, acionados por eletroválvulas controladas por PLC.
● Secagem: por ar frio, que passa através dos rolos e da fruta devido à pressão negativa exercida pela sucção produzida por uma turbina situada no topo da máquina.

Um coletor, situado por baixo dos rolos, recupera os líquidos eliminados. A máquina possui um avançado sistema pneumático que permite a remoção automática da fruta em caso de paragem súbita.


A cera XEDASOL L não contém água nem requer secagem por ação de ar quente. Ao evaporar, forma uma camada totalmente impermeável, que não é alterada pelo frio ou pela humidade. A película criada “sela” o fruto, reduzindo drasticamente a perda de água e preservando o sabor, a firmeza e a suculência por períodos garantidamente mais longos do que os conseguidos com recurso a outras ceras atualmente em comercialização.



Vídeo da máquina BIOWAXER a aplicar agente de revestimento XEDASOL L


ELECTROFOG


ELECTROFOG XEDA

Especialmente concebido para a nebulização de formulações adaptadas.

O princípio da TERMONEBULIZAÇÃO combina o efeito de um fluxo de ar a alta velocidade e temperatura para produzir um efeito de nebulização livre da emissão de gases de combustão ou outros resíduos.


A termonebulização permite o tratamento dos frutos e produtos hortícolas diretamente no local de armazenamento, por distribuição das substâncias ativas através de uma névoa fina. Não gera qualquer volume de águas residuais, uma vez que é utilizado o produto puro, eliminando assim a existência de efluentes e reduzindo o risco de contaminação por esporos. Permite um muito bom revestimento de cada peça, com menor quantidade de material ativo do que o requerido por outras técnicas.


Esta é considerada uma tecnologia BIMA (de baixo impacto ambiental), que se integra perfeitamente numa abordagem SUSTENTÁVEL e amiga do ambiente. Os tratamentos são realizados em local fechado, onde todos os fatores são controlados.



Vídeo do ELECTROFOG em operação